domingo, 14 de julho de 2019

Maria da Fé (1942 - ...)


Maria da Conceição da Costa Marques nasceu no Porto a 25 de maio de 1942 e destacou-se como fadista.
Intérprete de temas emblemáticos como "Cantarei até que a voz me doa", de autoria de José Luís Gordo e de José Fontes Rocha; ou "Valeu a Pena", composto pelo prof. Moniz Pereira, Maria da Fé é uma figura incontornável do universo do fado desde a década de 1960.
<

sábado, 13 de julho de 2019

Albert Einstein (1879 - 1955)





Albert Einstein nasceu em Ulm, na Alemanha, no dia 14 de março de 1879. Filho de um pequeno industrial judeu, em 1880 mudou-se com a família para a cidade de Munique. Com seis anos de idade, incentivado pela mãe, começou a estudar violino. Logo cedo se destacou no estudo da física, matemática e filosofia. Depois do ensino secundário em Ulm, ingressou no Instituto Politécnico de Zurique, na Suíça, onde em 1900 concluiu a graduação em Física.
Em 1919, Einstein tornou-se conhecido em todo o mundo, depois que sua teoria foi comprovada em experiência realizada durante um eclipse solar. Em 1921, Albert Einstein foi agraciado com o “Prêmio Nobel de Física” por suas contribuições à física teórica e, especialmente por sua descoberta da lei do efeito fotoelétrico.

No dia 10 de novembro de 1922, durante a cerimônia de entrega do Prêmio Nobel de Física, Einstein estava no Japão e não pode recebê-lo pessoalmente. Foi representado, na cerimônia de entrega, pelo embaixador alemão na Suécia.
Em novembro de 1922, Albert Einstein estava e uma turnê no Japão, realizando conferências e instalado no Hotel Imperial em Tóquio, ao invés de dar uma gorjeta ao carregador de malas, o cientista entregou-lhe duas notas manuscritas explicando como alcançar a felicidade e entregou ao carregador. Uma nota escrita em papel timbrado do hotel diz: “Uma vida simples e tranquila traz mais alegria que a busca pelo sucesso em uma inquietação constante”. A outra nota, escrita em folha simples, diz: “Onde há um desejo, há um caminho”.
As folhas manuscritas, nas quais Albert Einstein explica como alcançar uma vida feliz, que estavam em poder de um parente do carregador do hotel, foram leiloadas no dia 24 de outubro de 2017, na casa de leilões Winner, por 1,56 milhão de dólares.
Faleceu em Princeton nos Estados Unidos da América a 18 de abril de 1955.


sexta-feira, 12 de julho de 2019

Gago Coutinho (1869 - 1959)



Carlos Viegas Gago Coutinho nasceu em São Brás de Alportel, mas foi registado em Belém, Lisboa em 17 de fevereiro de 1869, filho de José Viegas Gago Coutinho e de sua mulher e prima em segundo grau Fortunata Maria Coutinho.
Destacou-se como foi um geógrafo cartógrafo, oficial da Marinha Portuguesa, navegador e historiador. Juntamente com o aviador Sacadura Cabral, tornou-se um pioneiro da aviação ao efetuar a primeira travessia aérea do Atlântico Sul, no hidroavião Lusitânia em 1922. 
Faleceu em Lisboa a 18 de fevereiro de 1959.

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Antónia Ferreira (1811 - 1896)



D. Antónia Adelaide Ferreira, mais conhecida por Ferreirinha, nasceu em Godim, Peso da Régua a 4 de julho de 1811 e destacou-se como empresária. Ficou conhecida por se dedicar ao cultivo do Vinho do Porto e pelas notáveis inovações que introduziu. A sua família era muito abastada, possuía muito dinheiro e vinhas.
Faleceu a 26 de março de 1896 em Godim, Peso da Régua.

sábado, 18 de maio de 2019

D. João da Câmara (1852 - 1901)


João Maria Evangelista Gonçalves Zarco da Câmara, nasceu a 27 de dezembro de 1852 em Lisboa (Alcântara) e destacou-se como dramaturgo. Foi ainda o primeiro português a ser nomeado para o prémio nobel da literatura (em 1901).
Faleceu a 02 de janeiro de 1908 em Lisboa.

Sobrescrito registado circulado de Lisboa para Estoi no qual foi aposto o carimbo de 1.º dia de circulação da emissão “Teatro em Portugal”.



quarta-feira, 24 de abril de 2019

Jorge Barradas (1894 - 1971)


Jorge Nicholson Moore Barradas, ou "Barradinhas" de alcunha, nasceu em Lisboa em 1874 e destacou-se como pintor, ceramista, ilustrador e caricaturista.
Pertence à primeira geração de artistas modernistas portugueses, tendo participado nas primeiras tentativas renovadoras na arte portuguesa do século XX.
Faleceu em 1971 em Lisboa.

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Francisco de Lacerda (1869 - 1934)


Francisco Inácio da Silveira de Sousa Pereira Forjaz de Lacerda (Ribeira Seca11 de Maio de 1869 — Lisboa18 de Julho de 1934), mais conhecido por Francisco de Lacerda, foi um musicólogo, compositor e maestro açoriano.

quinta-feira, 11 de abril de 2019

Fontes Pereira de Melo (1819 - 1887)


António Maria de Fontes Pereira de Melo, nasceu em Lisboa a 08 de setembro de 1819 e destacou-se como político.
Depois de um período de agitação política que marcou a primeira metade do século XIX, teve início em 1851 uma nova etapa da monarquia constitucional portuguesa. Esse período foi chamado Regeneração, pois os governos tentaram recuperar o atraso em que Portugal vivia em relação a outros países da Europa, através da modernização da administração e do desenvolvimento económico do país. No primeiro governo da Regeneração foi criado um novo ministério, o das Obras Públicas, do qual Fontes Pereira de Melo se encarregou.
Fontes Pereira de Melo aumentou o número de estradas, construiu o primeiro troço do caminhos de ferro, que ligava Lisboa ao Carregado, iniciou a construção de outros dois caminhos-de-ferro (Vendas Novas e Sintra) e montou a primeira linha telegráfica. Além dessas obras, iniciou a revolução dos transportes e das comunicações inaugurando carreiras regulares de barcos a vapor, os serviços postais e as redes telefónicas. A sua promoção das obras públicas ficou conhecida como o Fontismo.
Faleceu aos 67 anos de idade, a 22 de janeiro de 1887 em Lisboa.

segunda-feira, 8 de abril de 2019

Carlos Viegas Gago Coutinho (1869 - 1959)


Carlos Viegas Gago Coutinho, nasceu a 17 de fevereiro de 1869 em Lisboa e destacou-se como geógrafo cartógrafo, oficial da Marinha Portuguesa, navegador e historiador. Juntamente com o aviador Sacadura Cabral, tornou-se um pioneiro da aviação ao efetuar a Primeira travessia aérea do Atlântico Sul, no hidroavião Lusitânia em 1922.
Ao longo da sua vida recebeu inúmeras várias homenagens dos setores históricos e científicos de Portugal e do Brasil, entre os quais:

  • Sócio de Honra da Sociedade de Geografia de Lisboa de e Medalha de Ouro da mesma;
  • Doutor Honoris Causa pela Universidade de Lisboa e pela Faculdade de Engenharia do Porto;
  • Sócio Honorário das Sociedades de Geografia do Rio de Janeiro, de Pernambuco, Baía e Espírito Santo;...
  • Foram-lhe também concedidos os mais altos graus de várias condecorações nacionais e estrangeiras, como as grã-cruz de:
  • Ordem Militar da Torre e Espada, Valor, Lealdade e Mérito;
  • Ordem do Rei Leopoldo (Bélgica);
  • Cruzeiro do Sul (Brasil);
  • Comendador da Legião de Honra (França);
  • Mérito Militar e Naval (Espanha);...


Pela sua acção nas operações militares realizadas em 1912, foi condecorado com a medalha de prata da classe de Bons Serviços por feitos cometidos e, por Decreto de 6 de Maio de 1926, foi permitido ao então ainda contra-almirante o uso do distintivo de piloto-aviador encimado por duas palmas cruzadas.
Em 1958, a Liga dos Combatentes da Grande Guerra resolveu considera-lo seu sócio honorário, porque havia prestado serviço na Direcção Geral das Colónias durante o período da I Guerra Mundial. Só regressou ao Ministério da Marinha quando requereu o papel de navegador na I Travessia Aérea do Atlântico Sul.
Também foram prestadas inúmeras homenagens particulares a este ilustre cidadão português, quer em Portugal, quer no Brasil. Temos assim ruas e escolas em várias cidades e vilas com o seu nome. E, já no final da sua vida, o deputado almirante Sarmento Rodrigues aproveitou a comemoração de mais um centenário do Infante D. Henrique e propôs na Assembleia Nacional que Gago Coutinho fosse promovido a Almirante da Marinha Nacional. Esta proposta foi perfilhada pelos deputados general Venâncio Deslandes e Prof. Doutor Lopes de Almeida. Todos justificaram, com brilhantes orações, a razão de ser da proposta, e esta foi aprovada.
Faleceu a 18 de fevereiro de 1959 em Lisboa.

domingo, 7 de abril de 2019

Sophia de Mello Breyner Andresen (1919 - 2004)

Sophia de Mello Breyner Andresen, nasceu no Porto a 06 de novembro de 1919 e destacou-se como poeta.
Em 1981 foi condecorada como a Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant'lago da Espada, em 1987 recebeu a GrãCruz da Ordem do Infante D. Henrique e em 1998 recebeu a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant'lago da Espada. Em 1999 recebeu o Prémio Camões (foi a primeira mulher a receber este galardão).
Faleceu a 02 de julho de 2004 e o seu corpo está no Panteão Nacional desde 2014 e tem uma biblioteca com o seu nome em Loulé.

domingo, 27 de janeiro de 2019

Amália Rodrigues (1920 - 1999)


Amália da Piedade Rebordão Rodrigues, nasceu em Lisboa a 1 de outubro de 1920 e destacou-se como cantora de fado.
Amália Rodrigues é geralmente aclamada como a voz de Portugal e uma das mais brilhantes cantoras do século XX. 
Tornou-se conhecida mundialmente como a Rainha do Fado e, por consequência, devido ao simbolismo que este género musical tem na cultura portuguesa, foi considerada por muitos como uma das suas melhores embaixadoras no mundo.
Ordens honoríficas portuguesas:
  • A 16 de Julho de 1958 é feita Dama da Ordem Militar de Sant'lago da Espada. A distinção é entregue por Marcelo Caetano na Feira Interncional de Bruxelas;
  • A 16 de Fevereiro de 1971 é elevada a Oficial da Ordem Militar de Sant'lago da Espada;
  • A 9 de Abril de 1981 é feita Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique;
  • A 4 de Janeiro de 1990 é elevada a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant'lago da Espada, entregue por Mário Soares no Coliseu dos Recreios;
  • A 27 de Julho de 1998 é elevada a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.
Ordens estrangeiras:
  • Em 1970 é feita Dama (Chevalier) da Ordre des Arts et des Lettres, de França;
  • Em 1971 recebeu a Ordem Nacional dos Cedros do Líbano;
  • Em 1985 é elevada ao grau de Comendadora (Commandeur) da Ordre des Arts et des Lettres, de França entregue por Jack Lang, Ministro da Cultura
  • Em 1990 recebeu o grau de Grã-Cruz da Ordem de Isabel a Católica;
  • Em 1991 recebeu o grau de Dama (Chevalier) da Légion d'honneur de França, entregue pelo presidente itterand.

Faleceu a 06 de outubro de de 1999 e está sepultada no Panteão Nacional, entre os portugueses ilustres.

Raul Solnado (1929 - 2009)


Raul Augusto de Almeida Solnado, nasceu em Lisboa a 19 de outubro de 1929 e destacou-se como ator.
Foi homenageado em 2002 com a Medalha de Ouro da Cidade de Lisboa e recebeu, em 2004 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.
Faleceu a 08 de agosto de 2009 em Lisboa.

Armando Cortez (1928 - 2002)


Armando Cortez e Almeida, nasceu em Lisboa a 23 de Janeiro 1928 e destacou-se como Ator. Para além de ator foi encenador, argumentista e produtor.
Em 2000 foi agraciado por Jorge Sampaio com o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.
Faleceu a 11 de abril de 2002 em Lisboa.

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Eunice Muñoz (1928 - ...)



Eunice do Carmo Muñoz nasceu a 30 de julho de 1928 em Amareleja, no Concelho de Moura. Destacou-se com atriz no teatro, televisão e cinema.
É considerada uma das melhores atrizes portuguesas tendo sido condecorada com Ordem Militar de Sant'Iago da Espada em 1981, em 1990 foi distinguida pelo Ministério da Cultura com a Medalha de Mérito Cultural, em 1991 é feita Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, em 2010 é elevada a Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant'lago da Espada, em 2011 é elevada a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.
É Doutora “honoris causa”pela Universidade de Évora, em 2009.


Outras mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...