Santa Teresa de Jesus (1525 - 1582)


Teresa de Ávila, conhecida como Santa Teresa de Jesus nasceu a 28 de março de 1525 com o nome de Teresa Sánchez de Cepeda y Ahumada, foi uma freira carmelita, mística e santa católica do século XVI, importante por suas obras sobre a vida contemplativa e espiritual e por sua atuação durante a Contra Reforma. Foi também uma das reformadoras da Ordem Carmelita e é considerada co-fundadora da Ordem dos Carmelitas Descalços, juntamente com São João da Cruz.
Santa Teresa de Jesus faleceu a 4 de outubro de 1582 em Alba de Tormes, Salamanca, Espanha.
Em 1622, quarenta anos depois de sua morte, foi canonizada pelo Papa Gregório XV.
 Em 27 de setembro de 1970, o Papa Paulo VI proclamou-a uma Doutora da Igreja e reconheceu seu título de Mater Spiritualium (Mãe da Espiritualidade), em razão da contribuição que a santa proporcionou à espiritualidade católica. Seus livros, inclusive uma autobiografia ("A Vida de Teresa de Jesus") e sua obra prima, "O Castelo Interior", são parte integral da literatura renascentista espanhola e do corpus do misticismo cristão. As suas práticas meditativas estão detalhadas em outra obra importante, o "Caminho para a Perfeição".
Depois de sua morte, o culto a Santa Teresa espalhou-se pela Espanha durante a década de 1620 principalmente durante o debate nacional pela escolha de um padroeiro, juntamente com Santiago Matamoros.

Comentários